Livro ‘Livro completo dos óleos essenciais’ por Sandra Kynes

Livro 'Livro completo dos óleos essenciais: Como combiná-los, difundi-los, criar remédios e usá-los na vida cotidiana' por Sandra Kynes
Como combiná-los, difundi-los, criar remédios e usá-los na vida cotidiana
Esta é uma obra de referência para a criação de óleos essenciais para a cura, apoio emocional e cuidados pessoais. Reconhecidos ao longo da história por seus aromas agradáveis e poder de cura espiritual, os óleos essenciais são instrumentos indispensáveis para a saúde e o bem-estar do corpo, da mente e do espírito. Neste livro, você vai encontrar diversas receitas, métodos de extração, dicas de misturas de perfumes, notas aromáticas, preparados medicinais, aromaterapia, uso na espiritualidade e na magia, formas para revitalizar os chakras, uso na prática do Feng Shui e muito mais. A obra traz ainda perfis detalhados de 68 óleos essenciais...
Editora: Pensamento; 1ª edição (5 abril 2021)
Idioma: Português
Capa comum: 376 páginas
ISBN-10: 6587236588
ISBN-13: 978-6587236582
Dimensões: 20 x 2 x 25 cm

Leia trecho do livro

Isenção de Responsabilidade

As informações apresentadas neste livro não têm a intenção de substituir a consulta ao médico. Não se deve fazer uso interno dos óleos essenciais sem a supervisão de um profissional de saúde habilitado. Não use, sem autorização médica, óleos essenciais para doenças que já estejam sendo tratadas. Ao utilizar remédios de óleos essenciais para tratar males menores, entre em contato com um profissional de saúde caso o problema piore ou se prolongue.

Introdução

Os aromas nos estimulam, inspiram e encantam. Pelo fato de nosso olfato estar tão ligado à memória e às emoções, existe uma relação profunda entre os aromas e as qualidades dos lugares. Algumas de minhas memórias de infância mais vívidas têm relação com a casa de minha avó, que era cheia de plantas e móveis grandes e velhos. De que mais me lembro são os cheiros. Com seus pot-pourris, jardins e a enorme cozinha, sua casa era um paraíso de fragrâncias.

Como acontece com tanta gente, a primeira coisa que me interessou nos óleos essenciais foram suas fragrâncias estimulantes. O fato de eu mesma poder misturá-las para fazer perfumes me empolgava. Sou uma eterna estudante. Adoro aprender e estudar e, no geral, faço isso sozinha, com a ajuda de uma ou outra aula ou workshop. Enquanto fazia experimentos com os óleos essenciais, constatei que certas combinações não funcionavam tão bem quanto eu esperava. Por isso, saí em busca de informações.

Encontrei várias receitas que me divertiram durante certo tempo, mas queria saber mais e compreender o que estava fazendo. Isso coincidiu com meu interesse pelos pot-pourris, que, muitas vezes, envolvem o uso de óleos essenciais. Aproveitei a oportunidade para participar de um workshop num sábado à tarde, no qual eu tinha a esperança de aprender mais sobre a arte de misturar óleos essenciais. Embora a aula tenha sido boa, não atendeu a todas as minhas expectativas, e eu avançava com lentidão no conhecimento dos óleos essenciais.

Eu queria compreender por que determinados óleos dão certo juntos e outros, não. Queria saber fazer escolhas inteligentes, não apenas pelo fato de alguns óleos essenciais serem caros, mas também para minha própria satisfação. Queria saber não apenas fazer algo, mas também por que o que faço dá certo – ou não.

Não queria fazer um curso que me desse um diploma de aromaterapeuta nem estava disposta a gastar centenas de dólares. Queria apenas compreender como escolher os óleos para misturar aromas. Por sorte, descobri que uma conhecida minha estava estudando sistemas de certificação para vários métodos naturais de cura, e a aromaterapia era um deles. Melhor ainda, estava disposta a compartilhar comigo alguns dos seus estudos. Embora a escolha de óleos para a confecção de aromas representasse apenas uma pequena parte de seus estudos, era o bastante para preencher as lacunas do meu conhecimento. Depois de passar algum tempo com ela, me senti no paraíso, pois finalmente compreendi o que estava fazendo com os óleos essenciais.

Meu interesse pelos óleos essenciais completa meu interesse pelos remédios fitoterápicos, o que não surpreende, pois as histórias dos óleos aromáticos e da medicina fitoterápica se interpenetram. Cresci numa casa em que a primeira linha de defesa contra as doenças e os desconfortos e os primeiros socorros depois de qualquer ferimento vinham, em geral, da cozinha ou do jardim da minha avó. Embora os produtos comerciais tenham acabado entrando no armário de remédios da família, minha mãe volta e meia tornava a usar remédios que conhecera na infância. Por causa disso, eu também me familiarizei com eles. Quanto mais trabalhava com óleos essenciais, mais descobria que eles vinham expandir e melhorar meu repertório fitoterápico.

Antes de continuar, quero explicar que trabalho com óleos essenciais por razões minhas, não para tratar as pessoas ou vender produtos. Embora talvez pareça estranho eu ter escrito este livro, meu objetivo é encorajar os outros a explorar o mundo fascinante dos óleos essenciais sem se sentirem intimidados. Por outro lado, embora eu queira inspirar a criatividade, também insisto com os leitores para que o façam tomando as devidas precauções de segurança.

Além disso, quis escrever um livro que abarca vários assuntos. A palavra Completo, que integra o título, não é uma referência ao número de óleos essenciais descritos. Pelo contrário, reflete uma abordagem holística na qual a compreensão dos óleos carreadores e de outros ingredientes importantes dos preparados caseiros é importante do mesmo modo. Embora haja sugestões de receitas em todo o livro, dou ênfase à compreensão dos vários tipos de remédios. Explicações e instruções passo a passo lhe darão orientação nos processos de seleção, confecção e uso dos diferentes preparados e métodos de aplicação. Também o ajudarão a aproveitar ao máximo os óleos essenciais que você já tem em mãos.

A Parte Um deste livro começa com uma visão histórica geral dos óleos essenciais. Explica o que eles são e como diferem de outros produtos aromáticos. Do mesmo modo, explica e explora os óleos carreadores e cobre as precauções de segurança. Embora os óleos essenciais sejam produtos naturais, são poderosos e precisam ser usados com cautela e sabedoria. Não recomendo sua ingestão, a qual só deve acontecer sob a supervisão de um profissional de saúde.

A Parte Dois proporciona uma explicação aprofundada de como misturar óleos em vista do aroma. Inclui dois métodos fundamentais para escolher os óleos essenciais: as notas aromáticas e os grupos aromáticos. Esta seção também lança um olhar divertido para a criação de misturas especiais de aniversário, baseadas nos signos solares. É verdade que o perfil de cada óleo essencial inclui sugestões de outros óleos que combinam com ele, mas a beleza da fragrância está no nariz de quem a cheira. Siga não apenas os métodos de seleção, mas também seu nariz, para criar misturas só suas.

Sempre considerei o termo aromaterapia bastante limitado, pois ele parece implicar que o único uso dos óleos essenciais é aquele relacionado a seu aroma. A verdade é que eles podem ter uso tópico para combater infecções, curar problemas de pele, aliviar músculos doloridos e diminuir dores das articulações. A Parte Três explora o papel dos óleos essenciais na medicina fitoterápica e traz detalhes sobre a preparação de remédios. Inclui, ainda, uma lista de males e doenças, de quais óleos usar e dos melhores métodos de administração destes.

A Parte Quatro trata dos cuidados pessoais e do bem-estar, trazendo informações sobre como fazer preparados para a pele e os cabelos. Também cobre o uso clássico aromaterapêutico dos óleos para as emoções e o modo como os óleos essenciais podem ser utilizados para melhorar as práticas espirituais. Uma área relacionada ao bem-estar é o uso dos aromas em conjunto com a energia dos chakras. Vamos explorar também o uso de óleos essenciais com velas para introduzir um pouco de magia em nossa vida.

A Parte Cinco nos conduz a outra aplicação prática dos óleos essenciais, cujo uso é voltado para limpar, refrescar e controlar pragas das casas. O emprego de óleos essenciais com produtos comuns da vida doméstica, como o vinagre, ajuda a eliminar a necessidade dos limpadores químicos. Por outro lado, se nem todos os óleos essenciais são adequados para limpeza, podem ser usados no que chamo de feng shui aromático. Os detalhes do Capítulo 15 nos conduzem passo a passo ao longo de um método simples para empregar os óleos essenciais no contexto dessa antiga prática chinesa. A Parte Seis apresenta perfis aprofundados de mais de 60 óleos essenciais. A Parte Sete proporciona informações sobre os óleos carreadores e outros ingredientes importantes que costumam ser usados nos preparados caseiros, falando, inclusive, sobre o tipo de água que deve ser utilizado. O apêndice, por fim, traz tabelas de conversão de medidas e de diluição de óleos, e os glossários o ajudarão em suas explorações e seu aprendizado.

Alguns óleos essenciais bem conhecidos não estão incluídos neste livro. O pau-rosa (Aniba rosaeodora), também conhecido como bois de rose (em francês), está na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN – International Union for Conservation of Nature). Essa árvore tem sido demasiado explorada, e, segundo a IUCN, não há sinais significativos de que a espécie esteja se regenerando. O nardo indiano (Nardostachys jatamansi) também está na lista vermelha, onde consta como gravemente ameaçado. O sândalo indiano (Santalum album) é um aroma de que muita gente gosta, mas, por infelicidade, sua popularidade e o uso excessivo vêm causando sua destruição. A IUCN o considera uma espécie vulnerável, a um passo de ameaçada. Mas nem tudo está perdido, pois o governo australiano controla a coleta do sândalo natural do país (Santalum spicatum) para garantir a sustentabilidade.

Há casos em que mais de um óleo essencial pode ser obtido com base na mesma planta. As raízes da angélica, por exemplo, dão um tipo de óleo, ao passo que suas sementes dão outro. Nos casos em que é importante distingui-los, chamei-os de angélica (raiz) e angélica (semente). Caso contrário, a palavra angélica se refere a ambos os óleos. Nos casos que envolvem mais de uma espécie, faço uma distinção semelhante. Quando faço referência a uma espécie específica de eucalipto, por exemplo, chamo-a de eucalipto (comum) ou eucalipto (cheiroso). A simples palavra eucalipto indica que qualquer um dos dois óleos pode ser usado.

Este livro tem a intenção de ajudá-lo a aproveitar ao máximo os óleos que já tem. Embora em algumas receitas sugiram-se combinações de óleos, o mais importante é criar suas próprias combinações. Se uma receita inclui um óleo que você não tem, verifique a tabela 9.1. e outras tabelas para ver qual outro óleo pode substituí-lo.

Não é necessária uma longa lista de ingredientes para fazer um remédio eficaz. Durante séculos, na verdade, herboristas fizeram remédios “simples” preparados com uma única erva. Trabalhar com uma única erva ou óleo essencial é um bom método para conhecê-lo e entender como ele funciona.

As receitas de remédios apresentadas neste livro foram feitas para pequenas quantidades, de modo que a preparação seja rápida e fácil. Com isso, seus preparados também estarão sempre frescos. Vamos entrar agora no mundo fascinante dos óleos essenciais, que pode melhorar, em muito, nossa vida.

Por: ,